PUBLICIDADE:

ComunicArt

Os passos para o processo criativo…

Esta é, possivelmente, a parte mais difícil de um projeto, quando não surgem idéias e a criatividade some. Se você ainda não despediu-se de um projeto ou você está indeciso em qual caminho tomar, o vazio se transforma em nervosismo.

Mas não entre em desespero, isso acontece com todos ilustradores, designers, fotógrafos, decoradores, ou seja, todos no reino criativo. Muitos dizem que esboçar ajuda libertar a mente e abrir conceitos.

Não pense nisso como “isto tem que ser feito agora ou eu vou sujar a minha reputação“, isso apenas piora. Pense nisso como “o começo”. Se estabeleça e só se preocupe com o job em mãos, isso ajuda a quebrar o fluxo e iniciar o projeto que você tem tentado fazer.

Veja algumas dicas!

A Idéia no papel

ideia-criatividade

Quando tiver feito isso corretamente você deve estar mais solto e as idéias meio que flutuantes. Está pensando em um peixe voador zumbie ou algo do tipo?

Ótimo! Tire da sua cabeça e passe para o papel.

Essas idéias todas devem ser pura criatividade, seja bobo, atrevido ou assustador. Você pode ter todas essas idéias e ir esboçando.

Lembre-se.. “as boas idéias são descobertas uma vez que todas as idéias estúpidas tenham saído do seu cérebro.“

Lista de perguntas

mental-strength-checklist

É nesta parte que você obtém as idéias mais completas e concisas sobre o projeto. É bom ter uma lista pré-definida de perguntas a fazer ao cliente para que você obtenha todas as informações que você precisará para projeto. Pergunte tudo possível, mesmo que sejam algumas informações irrelevantes.

Pesquisa de informações

shutterstock_115589506
Sites de pesquisas, blogs, twitter, até mesmo facebook, procure ler, sugue o máximo de informações possível, de modo geral aprenda! Saiba o que foi criado, em seguida, amplie as idéias para sua própria versão.

Você é o veículo para a mensagem. Certifique-se de não turvar as águas no processo. E não confunda-se: expandir a sua própria versão não significa copiar e colar.

Brainstorming

shutterstock_73995010
Você tem o esboço do projeto de todas as idéias que você anotou delineadas, além de todas suas pesquisas feitas. O que acontece agora? Você tem que colocar tudo isso na prática.

Não se trata de encontrar novas idéias, e sim o aproveitamento das idéias que você já descobriu e assim começar a juntá-las como algo útil para resolver o problema criativo.

Explicando o Visual

ima
Você está trabalhando em um projeto que realmente seja funcional?

Será que isto é fazer o público tirar suas próprias conclusões?

O projeto ajuda a obter informações, ou antes era mais fácil de obter?

Será que o seu logotipo resolve ou ajuda a identificar a marca?

A sua ilustração apoia o resto do projeto?

Essas são boas questões a serem feitas. Não basta fazer coisas bonitinhas, tem que resolver o problema e torná-lo mais fácil de digerir e usar. Se você está tomando decisões baseadas no visual e isso não funcionar, talvez o “coração” de sua mensagem está desligado.

Toda a sua criatividade deve centrar-se na apresentação e comunicação, independentemente se ele está na web, uma peça impressa, fotografia, objetos físicos, copyrighting, ilustrações ou qualquer coisa do tipo.

Nem tudo dura para sempre

shutterstock_25819462
Este é um dos conceitos mais difíceis de alcançar através da criatividade.

Uma criação é quase impossível fazer que dure para sempre, alguns ajustes terão sempre de ser feitos ao longo dos anos. Se você resolveu um problema de forma criativa e tentou fazer algo que efetivamente se comunica com seu público-alvo, deve ser capaz de crescer com o seu cliente. Será que eles precisam fazer algumas atualizações ao longo do caminho? Claro que sim. O mundo gira mais rapido que nós imaginamos, e junto tudo vira passado e antiquado.

Olhe para algumas grandes marcas, como Apple, Coca-Cola e Nike, mesmo mantendo-se fiel a sua marca principal e fizeram algumas pequenas modificações ao longo dos anos.

Você vai sempre fornecer ao seu cliente as ferramentas para crescer e se expandir no futuro, ou você vai impedi-los no processo?

Espero que ajude! 😉

CREDITOS:
Escrito por: AgataYama
Matéria do nosso novo parceiro: Des1gn’On

Sobre Bruno Bardella

Visualizar todos os posts

Diretor de arte, motion design e jogador de poker nas horas vagas. Em 2012, Bruno fundou o blog ComunicArt e desde então, dedica seu tempo com o galinho.

Você pode gostar desta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *



PUBLICIDADE:
Parceiros