PUBLICIDADE:

ComunicArt

Este mês, a série Breaking Bad completa 1 ano do fim. Um dos seriados mais brilhantes, Walter White e Jesse Pinkman deixam saudades… Ao longo de toda a série, o personagem passou por diversas fases, de mocinho à vilão, de professor de química à mega traficante de metanfetamina. Hoje, me deu vontade de trazer esta história para o nosso da publicidade, interpretar as mensagens deixadas por Vince Gilligan de uma maneira diferente. Mostrando assim, quão valiosas elas são.

Vamos lá…

1. A Direção de Arte é fundamental para um case de sucesso:

A teoria das cores na série surpreendeu a todos. Cada cor representou uma emoção de acordo com o momento. Os personagens, obviamente, não usavam a mesma cor sempre, mas há uma predominância entre elas. Por exemplo: O personagem de White, Heisenberg só usava a cor preta, cor do poder, da morte e do luto. Algo que o representou durante todo o período escuro.

heisenberg

2. As boas sacadas podem estar onde você menos espera:

Jesse Pinkman era o pior aluno na época do colégio, sem conhecimento algum de química e nenhuma perspectiva de futuro. Mas muitas vezes durante o seriado, as melhores ideias pra tirar White de encrencas saiam da cabecinha dele. Isto é, você está com uma campanha a 2 dias sem conseguir um bom conceito para apresentar ao cliente. Troque uma ideia com quem trabalha contigo, atendimento, gp’s, deixe o ego de lado, as vezes um comentário da pessoa sobre o job te ajuda a desenvolver algo brilhante.

3. Nem sempre a linha de acontecimentos precisa ser cronológica:

Nenhuma história precisa ser contada do começo, talvez esta tenha sido uma das grandes sacadas do sucesso de Breaking Bad. Tudo começa do fim, este mistério faz a história ficar ainda mais interessante. Deixa tudo mais envolvente. Uma dica aos redatores…

breakingbad_e14

4. Slogans objetivos sempre caem na boca do povo:

O clássico “Ligue para o Saul” estampava outdoors e comerciais durante toda a série. Mostrou a todos nós que menos é mais, e simplicidade as vezes vale muito mais que títulos e slogans “arrojados”. Deu tão certo, que o advogado Saul Goodman vai ter uma série própria.

bettercallsaul

5. As pessoas se emocionam com as histórias e sempre querem ajudar:

Walter Jr. criou um site para recolher doações para ajudar o tratamento do seu pai com câncer. Em pouco tempo, uma grande quantia de doações haviam sido feitas. Trazendo para o nosso contexto, se você tem em mãos uma pequena marca e não sabe como atingir seu público. Que tal trabalhar melhor o storytelling e envolver as pessoas nisso. Não estou dizendo que tenha que trazer ou mostrar coisas tristes, doenças e afins. Mas campanhas institucionais contando histórias de superação e luta, sempre conquistam o consumidor.

Para quem não se lembra, o site ainda está no ar: www.savewalterwhite.com.

6. Seja insubstituível:

Um dos motivos que fez com que Walter White se mantivesse vivo ao longo de quase toda a série foi o fato dele ser insubstituível. Gus, Mike e Tuco quiseram sumir com Walter do mapa, mas nunca conseguiram pois se ele morresse ninguém mais poderia fazer o que ele faz… ou com um padrão de qualidade tão alto. Lógico que ninguém na agência quer te matar, mas é super importante que você seja único. Assim, a chance de você ser mandado embora é mínima.

7. Se dar bem com sua dupla é necessário para boas criações:

Walter White encontrou em Jesse Pinkman o seu parceiro ideal. Além de ajuda-lo na produção de metanfetamina, Pinkman ainda virou um segundo filho. Essa cumplicidade é interessante para que as duplas de criação se tornem mais efetivas. Até porque você não vai saber escrever e criar o layout né?

8. Metas. Coloque metas em sua trajetória profissional:

Walter White mostrou que todos somos capazes de alcançar o lugar desejado. No caso do personagem, ele conquistou o dinheiro que precisava. Nos mostrando que se seguirmos nosso caminho, de maneira correta e muito estudo, os objetivos são cumpridos e o sucesso aparece. Quer ser diretor de criação? leia bastante, busque aumentar seu repertório ainda mais e continue fazendo seu trabalho bem feito, que os prêmios e promoções vão surgir.

dinheiro-bb

9. Você nunca está velho demais para começar algo novo:

Walter White já tinha meio século quando resolveu se aventurar na fabricação de metanfetamina. Saiba que há muita coisa para acontecer na sua vida, não tenha medo de mudar de área, o comodismo é um grande vilão das pessoas.

Mas procure sempre estar se aperfeiçoando em ferramentas e estudos, a geração Y já chegou para te passar a perna!

10. Faça coisas novas, saia da mesmice:

Lydia, a personagem que surge na 5º temporada é uma mulher que vive uma rotina à risca. Ao final, ela acaba se tornando chefona do crime, mas por estar sempre fazendo as mesmas coisas, Walter White encontra uma forma de mata-la. Se ela não fosse tão previsível em tudo, ainda estaria viva. No mundo corporativo, rotina pode se tornar algo massacrante e que acaba com a sua criatividade e tesão. Pense fora da caixa, ouse, inove e saia do arroz com feijão.

11. Esteja sempre a frente dos problemas:

Quando Walter foi descoberto pelo seu cunhado Hank, as coisas se complicaram, mas ele soube contornar a situação. Isto é, ele soube o que fazer para amenizar os problemas. Na publicidade é assim também, além de criarmos a peça dos nossos olhos, busque sempre fazer a peça com o pedido do cliente, para contornar a situação caso ele rejeite a sua peça.

12. Divirta-se trabalhando:

Procure passar essas horas na agência se divertindo, inspiração vem de cabeças bem arejadas. Se estiver muito estressado, mal humor e cansado, nada de criativo vai sair. Na série, Walter White se divertia produzindo cristal, o problema surgiu quando ele começou a levar tudo muito a sério.

EXTRA:

13. Sempre tenha um amigo que conhece um amigo:

Mike era um cara que resolvia tudo, ele sempre arranjava saídas e encontrava pessoas para fazer os serviços necessários. Network é fundamental para seu sucesso, futuramente este amigo pode te indicar um trabalho ou até mesmo te arranjar um “freela”, portanto, aumente seu ciclo de amigos.

Sobre Bruno Bardella

Visualizar todos os posts

Diretor de arte, motion design e jogador de poker nas horas vagas. Em 2012, Bruno fundou o blog ComunicArt e desde então, dedica seu tempo com o galinho.

Você pode gostar desta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *



PUBLICIDADE:
Parceiros