PUBLICIDADE:

ComunicArt

A Apple anunciou hoje (8) seu próprio serviço de streaming de músicas, desenvolvido para brigar diretamente com grandes nomes como Spotify, Deezer e Rdio. Batizada simplesmente como Apple Music, a plataforma será lançada globalmente no dia 30 deste mês.

Tim Cook, CEO da companhia, fez questão de ressaltar que a Apple sempre teve uma relação muito íntima com a música. Afinal, um dos produtos que colocou a companhia no seu lugar atual foi o iPod, que revolucionou a forma com a qual todos nós escutamos nossos artistas prediletos. “Nós temos um longo relacionamento com a música, e a música possui uma história rica de mudanças, algumas das quais nós fizemos parte”, comentou.

Separado em três funcionalidades-chave, o Apple Music não será gratuito. A assinatura individual custará US$ 9,99 por mês, enquanto o plano familiar (que cobre até seis logins distintos) custará US$ 14,99. Esses valores podem ser traduzidos por, respectivamente, R$ 32 e R$ 47 na cotação atual. Porém, a Apple permitirá que novos clientes testem o serviço gratuitamente durante três meses antes de colocar a mão no bolso – tempo suficiente para quem estiver interessado em testar a nova plataforma.

08-music1

08-music5

Como citado acima, o serviço chegará ao mercado no dia 30 de junho, em mais de 100 países, inicialmente via iTunes para Macs e PCs e através do iOS 8.4, para iPads e iPhones/iPods touch. Nos resta aguardar para ver se o serviço chega com grande força para bater de “frente” com o atual líder Spotify.

Confira também a apresentação:

Sobre Bruno Bardella

Visualizar todos os posts

Diretor de arte, motion design e jogador de poker nas horas vagas. Em 2012, Bruno fundou o blog ComunicArt e desde então, dedica seu tempo com o galinho.

Você pode gostar desta



PUBLICIDADE:
Parceiros