PUBLICIDADE:

ComunicArt

Você sabe o que é realidade aumentada? Hoje vamos esclarecer um pouco mais sobre essa tecnologia e apresentar alguns projetos

Lançado no último dia 5 e disponível apenas em alguns países (EUA, Austrália, Canadá, Nova Zelândia, Alemanha, Portugal, Reino Unido e Itália), “Pokémon Go” se tornou rapidamente um fenômeno. Trazendo como tecnologia a realidade aumentada, o app trouxe ao grande público uma inovação que vinha sendo esquecida e que tem um grande potencial de expansão.

Pokemon GO permite capturar Pokémons visitando lugares no mundo real. É possível ativar a câmera para uso de uma interface de realidade aumentada que mostra os Pokémons na tela do smartphone sobrepondo a imagem real, fornecida pela câmera, dando a impressão de que eles estão no ambiente.

Essa ideia já havia sido aplicada antes, não é nada novo ou revolucionário mas podemos dizer que graças a Nintendo e a Niantic, ela foi alcançada pela grande massa.

Este ano, a E3 teve entre suas novidades marcas como a Sony e algumas produtoras de games divulgando o uso da tecnologia realidade virtual, que nada mais é do que você entrar nos universos desejados através de óculos. Destaque para o novo game Resident Evil que será lançado para PS4 (Confira o vídeo gameplay abaixo). Não confunda as duas tecnologias, mas parece que ambas terão um grande destaque nos próximos anos.

A Microsoft também está com um projeto, chamado HoloLens. Consiste em óculos holográficos, ou quase isso. Funciona basicamente assim: você coloca o dispositivo em sua cabeça e o visor “projeta” conteúdo sobre o ambiente que você estiver vendo.

Se você ficar em sua sala, por exemplo, poderá enxergar um painel com aplicativos na parede, um gráfico tridimensional sobre ações de uma empresa na mesa, uma TV digital perto da janela e assim por diante. Do ponto de vista do usuário, parece mesmo um holograma, mas trata-se mesmo de uma aplicação de realidade aumentada.

O projeto ainda está em fase de desenvolvimento, mas ao que tudo indica, a Microsoft já deu sinais de querer levá-lo para ao mercado.

Alguns outros projetos de realidade aumentada já existentes são para arquitetos. O sistema Lego X por exemplo, criado pelo estúdio londrino Gravity, usa a tecnologia para criar modelos 3D de projetos ainda durante a fase de execução. Assim como o Augment, que permite que as pessoas vejam modelos digitais de produtos e projetos em ambientes reais.

Observando o sucesso de Pokemon GO pelo mundo, podemos dizer que vêm mais aplicativos e avanços em cima dessa tecnologia. Imagine você indo em uma lojas de roupas e lá não encontra a cor ou tamanho desejado, mas você usa a tecnologia em um provador para ver como ficaria e encomenda o produto ou então vai até um café e seleciona o seu pedido através de um cardápio interativo.

Ideias não faltam e as marcas devem separar um tempinho para investir suas fichas nessa tecnologia, afinal até o tio Mark anunciou que o Facebook está trabalhando em projetos de realidade aumentada para a rede social. Podemos dizer então que essa tecnologia veio para ficar!

Imagem capa: Shutterstock | Matthew Corley

Sobre Bruno Bardella

Visualizar todos os posts

Diretor de arte, motion design e jogador de poker nas horas vagas. Em 2012, Bruno fundou o blog ComunicArt e desde então, dedica seu tempo com o galinho.

Você pode gostar desta



PUBLICIDADE:
Parceiros